No ano de 2017, a Jungheinrich (especialista em equipamentos de movimentação de carga, tecnologia de armazenagem e de fluxo de materiais) pretende reforçar a sua aposta na produção de baterias e sistemas de carga adequados para os seus equipamentos de movimentação de carga.

A marca recorda que consigo, o cliente obtém tudo de um único fornecedor, numa integração vertical que garante soluções à medida e o máximo de eficiência para uma utilização optimizada - salientando ainda que a Jungheinrich é actualmente o maior fabricante de tecnologia de carregamento e baterias de iões de lítio para máquinas móveis na Europa.

Neste sentido, a Jungheinrich disponibiliza, pela primeira vez, um equipamento com baterias de iões de lítio para toda a sua gama de modelos. Também os equipamentos Jungheinrich que já estão em utilização podem ser modificados para receber estas baterias. Tempos de carregamento rápido, isenção de manutenção, dispensa de bateria extra e uma longa vida útil são vantagens desta geração de baterias.

As baterias de iões de lítio não emitem gases nem ácidos, pelo que deixam de ser necessários espaços especiais para recarga com sistemas de aspiração dispendiosos. É mais seguro e permite economizar espaço e dinheiro. Devido a cargas intermédias rápidas e breves, é possível conseguir uma utilização quase contínua da frota durante 24 horas por dia, 7 dias por semana. Com as baterias de iões de lítio, deixa de ser necessária a demorada substituição da bateria, bem como a manutenção de duas baterias e de equipamentos de mudança de bateria.

Além disso, para as convencionais baterias de ácido-chumbo, a Jungheinrich oferece a sua garantia 2Shifts1Charge. Os empilhadores conseguem trabalhar dois turnos seguidos, sem que a bateria tenha de ser trocada ou feita uma carga intermédia, o que permite poupar tempo e energia e ainda reduzir os custos operacionais. Isto é possível com o motor de sincronização por relutância, recém-desenvolvido pela Jungheinrich, que combina a elevada potência e a eficiência energética dos motores síncronos com os benefícios de custo e de manutenção dos motores assíncronos de corrente trifásica. Cerca de 93% da energia é convertida em potência, sendo as perdas de energia reduzidas pela metade.