Os dois primeiros meses do ano trouxeram movimentações de carga crescentes nos três portos com maior representatividade no total de carga movimentada no sistema portuário nacional. Foi a própria Ministra do Mar quem, esta sexta-feira, destacou os números de crescimento de Sines, Leixões e Lisboa, antevendo 2017 como novo ano recorde.

Os números são claros e mostram uma tendência manifestamente positiva nos três principais portos do País, no que respeita a tonelagem manuseada. E até Lisboa vem experimentando crescimento, depois de anos de quebras contínuas de movimentação.

Assim, em Janeiro e Fevereiro do novo ano, o porto de Sines registou um crescimento de 2,1 milhões de toneladas face ao mesmo período de 2016, ao qual se junta um crescimento de 111,6 mil TEU na carga contentorizada.

Já o porto de Lisboa ganhou 302 mil toneladas face ao mesmo período de 2016, para além de um crescimento de 8,8 mil TEU na carga contentorizada. Quanto ao porto de Leixões, na carga total registou um crescimento de 118 mil toneladas, embora tenha perdido na carga contentorizada - algo que Ana Paula Vitorino considerou normal dada a recuperação de alguma carga contentorizada em Lisboa, que havia sido 'deslocada' para Leixões no período de turbulência do porto da capital.