A famosa 'Loi Macron', que introduz o salário mínimo francês, tem sido tema de destaque e de discussão nos últimos tempos e tem novo episódio. Isto porque a França modificou novamente as regras com um decreto que regula a transmissão online dos dados obrigatórios para os trabalhadores destacados, onde estão incluídos os camionistas estrangeiros.

A modificação mais significativa do novo decreto (a terceira alteração em mês e meio!) é a obrigação, da parte das empresas de transporte rodoviário, de submeter via online o certificado de destacamento já a partir de Janeiro de 2017, através do site do ministério do Trabalho francês. 

Para além disso, uma cópia do documento deverá ser entregue ao camionista e estar presente durante toda a viagem, algo que já está em aplicação. As empresas transportadoras estrangeiras terão que criar a sua conta no site do ministério. 

As novas regras permitirão a criação de uma base de dados de empregadores e empregados a partir da informação submetida.