28 de maio de 2016
25/05/2016
Em declarações prestadas ontem, a Associação de Operadores do Porto de Lisboa (AOPL) admitiu que o despedimento colectivo de estivadores, anunciado no arranque desta semana após deterioração das negociações, poderá não se concretizar caso ambas as partes atinjam um acordo nos próximos dias. Para a integriadade do Porto de Lisboa, esse seria o cenário ideal.
CARGONEWS
No discurso em que assinalou os seis meses do Governo, o primeiro-ministro António Costa analisou ontem a problemática vivida no Porto de Lisboa entre estivadores e operadores portuários, relembrando que "o funcionamento do Porto de Lisboa é capital para o conjunto da economia do país" e que a actual situação de paralisação, caracterizada de "insustentável", "prejudica toda a economia nacional".
Através da divulgação de um comunicado de imprensa datado de 25 de Maio, a ANTRAM (Associação Nacional de Transportadores Públicos Rodoviários de Mercadorias) veio a terreiro, após a retirada de cerca de 70 contentores do Porto de Lisboa na passada Quarta-feira, "repudiar" qualquer "acto hostil" perpetrado contra os motoristas que nesse dia apenas executavam o seu trabalho, em nada interferindo com "os direitos, fundamentos ou objectivos da greve dos estivadores". 
O Sindicato dos Estivadores do Centro e Sul declarou, na sequência do plenário dos estivadores, realizado no passado dia 25 de Maio, que permanece disponível para se sentar à mesa das negociações com os operadores portuários (representados pela AOPL e pela AOP), com o intuito de atingir um acordo de paz social para o porto da capital. Ainda assim, tal abertura não impediu o órgão sindical de entregar formalmente o novo pré-aviso de greve, de 27 de Maio até 16 de Junho.
Durante audição ao abrigo do Regimento da Assembleia da República na Comissão de Economia, Inovação e Obras Públicas, no parlamento, o ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral, debruçou-se sobre a situação de conflito vivida no Porto de Lisboa. "É uma situação que tem que se resolver com diálogo, com trabalho e isso é o que se está a fazer", declarou. 
O dia 24 de Maio marcou o arranque da nova administração conjunta dos portos de Lisboa, Setúbal e Sesimbra, estruturação inédita, patente nas directivas do Orçamento de Estado de 2016. A Ministra do Mar nomeou, por despacho conjunto com o ministro das Finanças, os Conselhos de Administração para os Portos de Lisboa e Setúbal e Sesimbra para o triénio 2016/2018 - Lídia Sequeira preside em simultâneo aos dois Conselhos de Administração, como se pode ler na nota de imprensa do ministério, enviada às redacções. 
O 'Diário Económico' divulgou, no passado dia 25 de Maio, ter tido acesso à versão final do documento do acordo entre estivadores e operadores portuários, que, apesar de desenhado, nunca chegou a consagrar qualquer entendimento entre as partes. O diário online afirma que o acordo, que esteve em vias de ser assinado há uma semana, continha uma cláusula que obrigava a uma ‘paz social’ sem convocação de greves por um período de seis anos. 
Enquanto o conflito entre estivadores e operadores portuários vive dias de total inflamação, o presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, manteve, no passado dia 24 de Maio, contactos com o primeiro-ministro, António Costa, com o intuito de discutir e analisar os efeitos da greve dos estivadores no arquipélago, principalmente no que toca ao escoamento de produtos e ao abastecimento à região. 
No passado dia 24 de Maio, a Ministra do Mar, Ana Paula Vitorino, voltou a intervir publicamente no caso do diferendo entre os estivadores e os operadores portuários, dando ênfase à problemática da paralisação que assola o Porto de Lisboa e que tem vindo a comprometer totalmente a subsistência da infra-estrutura - para Ana Paula Vitorino, "é preciso pôr o porto a funcionar", "independentemente da culpa" neste dossier espinhoso, mesmo seja necessário renegociar concessões.
A JLS integrou 50 modelos Scania no seu serviço internacional de transportes - a empresa, uma das maiores referências transportadoras do país, possui uma frota constituída por cerca de 250 camiões, a que se juntam estas unidades Scania R 450, equipadas com um motor de 13 litros e com um binário máximo de 2350 Nm. A tecnologia avançada destes veículos permite à JLS tornar-se mais eficiente em termos energéticos e mais amiga do ambiente. 
A nova líder da administração conjunta dos portos de Lisboa, Setúbal e Sesimbra, Lídia Sequeira, falou (ainda sem o estatuto de presidente das administrações portuários) sobre o diferendo que se arrasta entre estivadores e operadores portuários. Em entrevista ao Fórum TSF, Lídia Sequeira declarou ontem estar preocupada com a situação de ruptura total, facto agravado pela importância sócio-económica do Porto de Lisboa. 
Apesar de considerar o despedimento colectivo anunciado pelos operadores portuários como uma forma de pressão inaceitável, António Mariano, líder do Sindicato dos Estivadores, Trabalhadores do Tráfego e Conferentes Marítimos do Centro e Sul de Portugal, mostrou-se receptivo a firmar acordo para colocar um ponto final à instabilidade no Porto de Lisboa, desde que se proceda à extinção da Porlis e se resolva a definição da nova grelha salarial. 
À luz dos últimos acontecimentos que abalaram (ainda mais) a perspectiva de paz social no Porto de Lisboa, a Ministra do Mar veio a público lançar um derradeiro apelo à concórdia entre estivadores e operadores portuários. Ana Paula Vitorino afirmou que a prioridade terá sempre de ser o natural e regular funcionamento do Porto de Lisboa, e, caso tal cenário não se estabeleça, é a sustentabilidade do próprio porto que estará em causa, bem como os empregos daqueles que nele laboram. 
A MAN Truck & Bus Portugal renovou e ampliou as suas instalações no Porto a pensar na melhoria das condições oferecidas aos clientes, facilitação dos trabalhos de oficina e no conforto dos colaboradores. A festa de inauguração teve lugar no passado dia 21 de Maio, e contou com a presença de mais de duas centenas de convidados, entre os quais vários clientes, parceiros de negócios e os colaboradores da MAN Truck & Bus e respectivas famílias. 
A Dachser UK marcou presença na Multimodal 2016, um dos eventos de maior prestígio nas lides do sector de logística do Reino Unido e da Irlanda. A multinacional desempenhou, no evento, o papéis de patrocinadora e expositora com stand próprio, valorizando e reforçando, desta forma, a cooperação entre o mercado ibérico e as ilhas britânicas. 
Na sequência da candidatura apresentada, a GEFCO Portugal viu ser reconhecida a sua excelência e competência nos serviços, tendo sido atribuída à empresa a Certificação Excelência da APAT – Associação dos Transitários de Portugal. Esta distinção permite à GEFCO Portugal a utilização do Selo de Excelência APAT em todos os seus suportes de comunicação e publicidade. 
No passado dia 20 de Maio, o Porto de Setúbal comemorou o seu 82º aniversário, e, que melhor forma de celebrar a data do que dando relevo à ligação das crianças com as temáticas relacionadas com o Mar? Com uma palestra dedicada à temática “Sea for Kids - Mar para Crianças”, decorrida no Auditório do Edifício Sede da APSS, o porto celebrou a ocasião trocando ideias sobre a aproximação das crianças às temáticas do desporto náutico, da segurança, da economia do mar e outras actividades potenciadoras do desenvolvimento económico, turístico e desportivo. 
A partir deste dia 24 de Maio, uma nova administração tomou posse dos destinos dos portos de Lisboa, Setúbal e Sesimbra: o novo conselho de administração do porto de Lisboa iniciou hoje o seu mandato, aglomerando em si a gestão conjunta dos portos de Setúbal e Sesimbra, sendo presidido por Lídia Sequeira, possuidora de uma vasta carreira no sector dos Transportes e ex-presidente do Porto de Sines.  
No contexto da estratégia de negócio e de sustentabilidade, a Luís Simões procedeu à renovação da sua frota, adquirindo para tal 200 novos veículos pesados de mercadorias, investindo para tal 7,2 milhões de euros para o efeito. Esta medida tem como objectivo reforçar os já conhecidos compromissos da empresa para com a área ambiental e para com a segurança rodoviária. 
Pelos cáculos efectuados pela AOPL (Associação dos Operadores do Porto de Lisboa, a paralisação levada a cabo pelos trabalhadores afectos ao Sindicato dos Estivadores do Centro e Sul de Portugal provocou, desde o seu início (20 de Abril) prejuízos ao Porto de Lisboa na ordem dos 6,9 milhões de euros. Segundo o 'Público', a associação calcula que cada dia de greve custe 300 mil euros de receitas ao porto da capital.  
Os contentores que se encontram retidos no Porto de Lisboa desde o arranque da paralisação dos estivadores ao trabalho suplementar serão hoje movimentados - o processo será monitorizado pela Polícia de Segurança Pública, presença que foi requisitada pelas associações de operadores portuários. Durante esta manhã chuvosa, os primeiros camiões já chegaram ao porto da capital para dar início à retirada dos contentores. 
Marcelo Rebelo de Sousa mostrou-se cauteloso quando indagado, pela comunicação social, sobre o cenário de total ruptura entre os operadores portuários e o Sindicato dos Estivadores do Centro e Sul de Portugal, que culminou com o anúncio do despedimento colectivo no Porto de Lisboa por parte das associações de operadores. O Presidente da República realçou, no entanto, a condição prioritária das exportações na economia lusa e a importância dos portos nesse processo.
FROTANEWS
Artigo de opinião da equipa Blue Growth by Compta: «Os “Portos Inteligentes” estão a emergir do princípio em que “a necessidade aguça o engenho” e, um pouco por toda a Europa, estão a chegar à vida iniciativas experimentais de tecnologias eco eficientes».
Artigo de opinião da equipa Blue Growth by Compta: «Devido à sua influência económica, o setor de transportes tem estado na linha da frente, implementando ações de combate às mudanças climáticas.»
O dia 1 de maio marca o arranque da mudança. A CARGO, meio de comunicação que há mais anos dedica atenção ao sector do transporte de mercadorias e da logística em Portugal, reforça a sua aposta, assegurando mais conteúdo diário e melhor qualidade de informação. Pelos nossos leitores e pelo sector!
A TNT vem conseguindo excelentes resultados em Portugal. A CARGO entrevistou José Domingos, diretor geral da empresa desde agosto, que traçou a história da TNT Portugal. Entre as dificuldades no passado e os desafios do futuro, congratulou-se pela forma como a companhia global vê o trabalho da sua subsidiária no nosso país.
O Conselho Português de Carregadores celebra, neste ano de 2015, o seu 30.º aniversário e a CARGO aproveitou o momento para ir ao encontro de Pedro Galvão, atual presidente do CPC, que fez uma retrospectiva histórica destas três décadas de atividade mas também lançou as bases para o futuro. E, aqui, a entrada em atividade da AMT assume especial relevância.
Os dados de Atividade dos Transportes do Instituto Nacional de Estatística (INE), relativos ao quarto trimestre de 2014, revelam que os portos portugueses registaram um crescimento de 10,3% na tonelagem, "recuperando do decrescimento de movimentação de mercadorias nos dois trimestres anteriores".
O mega navio "MSC OLIVER” junta-se ao seu irmão gémeo MSC OSCAR nas operações da MSC, ambos com 19.224 TEUs. O novo navio foi apresentado esta semana no estaleiro DSME, em Busan, Coreia do Sul.
O Oceano Atlântico faz a separação física da Europa com a América. Mas viajar, por rodovia, entre os dois continentes já foi cenário mais utópico... Segundo noticia o jornal russo The Siberian Times, Vladimir Yakunin, presidente da Russian Railways, propôs a construção de uma super-autoestrada transiberiana que permitiria ligar Londres a Nova Iorque por rodovia.
Nos dias 26 e 27 de março a capital moçambicana, Maputo, acolhe o VIII Congresso dos Portos de Língua Oficial Portuguesa (APLOP). “Estreitar as relações comerciais e de cooperação do espaço da Lusofonia” é o ponto de partida proposto para o evento que promete dinamizar os dois dias em Maputo.
São gigantes do mar, salpicados das mais variadas cores dos contentores que transportam. No sector marítimo-portuário costuma-se dizer que a verdadeira caixa que mudou o mundo foi o contentor e não a televisão. E se a própria televisão chega hoje facilmente aos quatro cantos do mundo, dentro de um contentor, talvez isso prove que o sector não estará muito longe da verdade.
A Associação Internacional de Transporte Aéreo (IATA) estabeleceu três linhas prioritárias para alavancar o transporte aéreo de mercadorias e aumentar as receitas: a transição para processos sem papel; o foco em padrões globais estandardizados para manuseamento de produtos fármacos; medidas apertadas para garantir continuidade da segurança no transporte de baterias de lítio.
O Barreiro recebeu três visitas em três dias sucessivos: de responsáveis da União Europeia, do porto de Santander e da banca chinesa. O novo Terminal de Contentores de Lisboa foi o foco das visitas, demonstrando um elevado grau de atractividade e interesse pelo projeto que parece, cada vez mais, irreversível.
"É impossível não se ficar orgulhoso quando alguém ou algo português é reconhecido além-fronteiras. Portugal é hoje, felizmente, muito mais do que os três F's - Fátima, Futebol e Fado - e num mundo cada vez mais globalizado e aproximado pelas tecnologias, o que aqui é bem feito rapidamente chega lá fora...
O International Transport Forum publicou um estudo sobre o futuro do comércio internacional, que aponta para duas realidades desafiantes até ao ano 2050: a movimentação de mercadorias mais que quadriplicará; as emissões de gases poluentes irão aumentar 290%.
José Llorca Ortega, presidente da espanhola Puertos del Estado, esteve esta segunda-feira no porto de Sines, onde reuniu com Vítor Caldeirinha, presidente da Associação dos Portos de Portugal (APP). Em cima da mesa esteve a cooperação em várias matérias, nomeadamente na apresentação de candidaturas integradas a fundos comunitários no âmbito da Port Single Window.
O ano de 2014 marcou um novo recorde de movimentação anual no porto de Aveiro. A CARGO falou com José Luís Cacho, presidente da Administração do Porto de Aveiro, que se mostrou "muito satisfeito" com os resultados obtidos e traçou metas objectivas já para o breve prazo.
CARGOCOTAÇÕES
publicidade
macandrews
 
Opinião
 
Destaque
 
cargo_destaque
 
PET
publicidade
iscia
 
CARGOEVENTOS
Seminários/Congressos/Colóquios +
Eventos Internacionais +
Formação+
CARGOPUBLICAÇÕES
Autor: ISCIA
Preço: 25 euros (com portes) - até 30/9 - 18 euros
Autor: Vários - ISBN: 978-972-98324-6-8
Preço: 50 euros
Autor: Sandra Aires - Mestre em Direito, Advogada
Preço: 10 euros + 2,50 euros portes
Autor: Vítor Caldeirinha
Preço: 12 € + 3,5 € (despesas cobrança) ou + 2 € (despesas de envio)
Autor: Vários
Preço: 100 euros
Autor: J. Martins Pereira Coutinho
Preço: 15 € + 3,75 € (despesas cobrança)
CARGOCONTACTOS
Direcção
Director de Informação
Direcção de Marketing/Publicidade
Assinaturas
Redacção da revista CARGO
Redacção da revista FROTA
Morada
Cargo Edições, Lda
Ed. Rocha Conde d'Óbidos, 1ºA
Cais de Alcântara
1350-352 LISBOA
Contactos
Tel: +351 213 973 968
e-mail
CARGO Edições,Lda © 2016 - Todos os Direitos Reservados